Como testar um fusível

Fusíveis são acessórios de segurança do seu carro de máxima importância. Podemos dizer que eles são as “sentinelas” de todo o sistema elétrico de um automóvel. Excetuando o motor de partida, desde uma pequena lâmpada colorida do painel até o alternador do seu carro, existe um tipo de fusível de prontidão no meio do caminho do circuito.

“Basta uma ameaça de curto que eles interrompem a energia, explodindo por calor um filamento planejado como uma autodefesa.”

Todos eles são dimensionados cuidadosamente pelos engenheiros das fábricas para suas funções. Por isso, sempre substitua um fusível queimado por um idêntico para que não haja danos futuros. Quais? Os perigos de uma adaptação ou da famosa gambiarra.

Fusíveis mais usados.

Fusíveis mais usados.

Um fusível do seu carro queimou? Então pergunte-se: por que? Nenhum fusível queima sem motivo. Ele não “cansa” de ser fusível e simplesmente estraga. Algo o queimou e tem que ser descoberto caso contrário o outro vai queimar também e assim sucessivamente. Então, como testar um fusível?

Continua após a publicidade..

 Para que serve um fusível

Não sou da geração que viu o fusível ser introduzido nos automóveis. Mas foi algo mais importante do que, por exemplo, o motor de partida que substituiu as manivelas. As manivelas de partida duraram até os anos 60 em carros como o Gordini e outros. Mas os fusíveis já equipavam estes modelos. Por que? Por segurança. Um fusível pode salvar o seu carro de um incêndio, ou, no mínimo, de um grande prejuízo financeiro. Eles foram inventados para evitar as consequências de um curto, ou interromper a corrente que entrou em curto por um motivo qualquer.

Para que serve um fusível

Foto: pit935.blogspot.com

 Os fusíveis começaram assim:

Para que serve um fusível

E hoje estão assim:

Para que serve um fusível

Para que serve um fusível

Pelo formato fica evidente que eles são como uma ponte, um interruptor de um determinado circuito. Os faroletes tem dois, os faróis podem ter quatro, a ventoinha do radiador tem um, e assim por diante. Todo circuito elétrico do seu carro deve ser protegido por um fusível, seja de fábrica ou instalado posteriormente por uma loja especializada (como um alarme ou som).

Quando queimam, não devem ser substituídos por outro de maior número. De fato, todo fusível queimado deve ter seu circuito avaliado por um eletricista. Ele pode queimar por excesso de uso? Sim, mas acontecia mais com fusíveis antigos, como os de vidro. Um dos poucos fusíveis modernos que estragam por uso é o da ventoinha do radiador. Mas eles não queimam, e sim esquentam muito, perdendo sua função protetora.

Não deixe de fazer uma revisão periódica do estado dos fusíveis do seu carro. O tempo de uso também é um inimigo deles. Seria o mesmo que não dar atenção a conservação dos pneus. Embora não seja levado em conta, e como dito acima, os fusíveis e sua correta manutenção estão diretamente envolvidos com a segurança do motorista e dos passageiros.

Continua após a publicidade..

Existem duas maneiras de saber se um fusível está queimado. A primeira é pelo visual, mas esse é um teste que pode enganar se o defeito não estiver evidente, como a foto abaixo.

Fusíveis de vidro queimados (carros mais antigos).

Fusíveis de vidro queimados (carros mais antigos).

No caso de carros mais novos o fusível usado é tipo lâmina e tem diversas cores que combinam com a amperagem.

Fusível tipo lâmina visivelmente queimado.

Fusível tipo lâmina visivelmente queimado.

A segunda maneira de se testar um fusível é com uma lâmpada de testes.

 

Pegue uma lâmpada de teste e acesse a caixa de fusível de seu carro. Normalmente ela fica embaixo, do lado esquerdo do motorista. Também pode ter mais uma no compartimento do motor. Prenda a garra do teste em uma parte metálica do veículo e encoste a ponta de teste nos dois lados do fusível. O fusível estará queimado se ascender em um lado e no outro não.

 

Muitos clientes e amigos nos perguntam como saber se um fusível de segurança do carro está queimado. É uma boa pergunta, pois a maioria confere o fusível pelo visual e quase sempre se engana. Para ter certeza se o fusível está queimado, é Teste de fusíveis – Como fazer necessário uma chave de  teste de continuidade. 

Mas apesar da eletrônica permitir testes de continuidade com multímetros, por diversas vezes fomos enganados por tais equipamentos. Acreditamos ser a sensibilidade a responsável por isso.

Então, por causa da eficiência, optamos por construir um teste com uma lâmpada de 21 Watts automotiva (lâmpada de luz de freio). Ela possibilita um teste perfeito, além de ser de baixo custo.

Continua após a publicidade..

Teste de fusíveis – Como fazer

Material para fazer uma chave de teste para fusíveis

  • Um soquete de lâmpada de um pólo (encontrado em qualquer loja de peças).
  • Uma lâmpada de um pólo.
  • Uma garra jacaré de tamanho médio.
  • Um metro de fio comum.
  • Um “raio” de roda de bicicleta.

(Assista ao vídeo de como montar o conjunto)

chave de teste

Chave de teste

Lembre-se: os fusíveis são para proteção de circuitos elétricos do seu carro. Eles não queimam simplesmente por queimar. Se a substituição do fusível não resolver o problema, um técnico deve ser consultado. Jamais substitua um fusível queimado por um mais forte! Respeite e repita a cor do fusível queimado.

Valores de alguns fusíveis:

  • 5 Ampéres (laranja ou translúcido)
  • 10 Ampéres (Vermelho)
  • 15 Ampéres (Azul)
  • 20 Ampéres (Amarelo)
  • 25 Ampéres (Branco)
  • 30 Ampéres ( Verde)

Um fusível mais fraco pode não suportar o circuito e um mais forte pode suporta um curto indireto, como um acessório velho e quase queimado. Nesse caso existe risco de subir fumaça até o circuito desligar. Também temos acessórios extremamente sensíveis que precisam de uma proteção eficiente e rápida para evitar danos maiores. Por isso, uma chave de teste como a do post, será mais eficiente, localizando o fusível interrompido com precisão.

No caso de não ascender nos dois lados, então é porque ele protege um circuito ainda não energizado (como farol, farolete etc). Acione estes acessórios e repita o teste. Se queimado, retire-o com a pinça própria e troque por um da mesma cor. Normalmente todo veículo novo tem fusíveis de reserva bem visíveis. MAS SE VOLTAR A QUEIMAR, NÃO INSISTA. TAMBÉM JAMAIS TROQUE A COR DO FUSÍVEL. (VEJA PORQUE AQUI)

MAXI FUSÍVEIS

Existem outros fusíveis, conhecidos como maxi fusíveis. ou fusíveis gigantes. São do mesmo formato, mas bem maiores, Quase sempre ficam no compartimento do motor, perto da bateria. Nesse caso devem ser testados em uma oficina, pois se houver um curto ele tem que ser resolvido de imediato. Nesse caso não podemos simplesmente trocar o fusível. Esse post é para fusíveis de acessórios, como faróis, seta, rádio etc.

A dica final é de sempre: trabalhe com segurança!