Quando trocar o óleo 

O óleo do motor de um carro é responsável por toda lubrificação necessária em seu interior. Sem ele o atrito das peças destruiria tudo. Então, o nível de óleo do motor do seu carro é de suma importância. Ele deve sempre estar no nível correto e seguir outras regras que serão descritas neste post. Mas, quando trocar o óleo do motor? Veja abaixo algumas dicas sobre o assunto.

Já se foi o tempo que oficinas de fundo de quintal levantavam um lado do carro, apoiavam em um cavalete ou um simples toco de madeira, e o óleo era esgotado para a troca. Funcionou bem por muitos anos. Mas existem riscos neste sistema que hoje não precisamos mais correr.

Quando trocar o óleo do motor do seu carro

Mesmo em dias de hoje, algumas oficinas, ou até em postos de gasolina, se costuma praticar o perigoso ato de “completar o nível de óleo”. Nada contra se for apenas como uma emergência. Mas jamais como se fosse uma manutenção no carro. É óbvio que, se o nível de óleo do motor está baixo, algo aconteceu. Pode ser desgaste “natural” que o motor exige, ou até mesmo um vazamento de óleo.

A mistura de óleos diferentes também pode causar danos ao motor. Entre eles temos as famosas borras que costumam até entupir o bocal onde se deve colocar o óleo do motor. Isso pode causar um “calço” no motor e grandes danos.

Quando trocar o óleo do motor do seu carro

Quando trocar o óleo do motor do seu carro

  • Primeiro crie o hábito de verificar o nível de óleo. Faça isso com o veículo parado, de preferência pela manhã e antes de ligar o motor. O veículo também deve estar em terreno plano. Nessas condições, todo o óleo vai estar em baixo, no Carter, pronto para ter seu nível dentro do motor medido da maneira correta. É bom lembrar que o manual do carro informa quando deve ser esta troca. Portanto deve ser consultado, visto que existem diferenças de um modelo para outro.
  • Temos alguns números ideais para “quando trocar o óleo do motor”. Para um carro que roda em condições normais, sendo mais um carro urbano, de família, a troca pode ser a cada 10 mil quilômetros, ou a cada um ano, mesmo que tenha rodado pouco. Isto porque o óleo também tem um tempo validade, onde sua viscosidade muda, e sua capacidade de lubrificação fica comprometida.

Já para um carro que roda em condições severas, como aqueles em que o nível de óleo baixa depois de uma viagem longa, a troca deve ser feita a cada 5 mil quilômetros. Ou seis meses, no caso de tempo, pelos mesmos motivos citados acima. Veículos que rodam muito também estão incluídos nesta faixa de “condições severas”. É óbvio que neste espaço de tempo e quilometragem, deve haver sempre a vistoria de nível e de vazamentos de óleo. Tal serviço é simples e barato. E quanto mais novo o óleo dentro do motor do seu carro, ele agradece e retribui com menos gastos em consertos. Seria como cuidar da nossa saúde para não parar em um hospital. 

Você precisa de um seguro de automóvel que seja bom, eficiente, mas que não custe os olhos da cara? O Mãos ao Auto tem uma parceria com a Compara Online, site que faz a comparação, em minutos, dos preços e coberturas das principais seguraduras e acha o melhor custo/benefício para seu carro. Para isso, basta clicar aqui e seguir o passo a passo.