Carro não liga – O que fazer?

Também conhecida por uma situação de pane súbita, quando o carro não liga pode preocupar e ser um grande imprevisto na nossa rotina. Perdemos a confiança no carro, principalmente se imaginarmos uma  possível emergência a noite ou mesmo de madrugada, onde os recursos são mínimos. Mas algumas simples dicas podem ajudar, mesmo que seja para resolver depois, mas definitivamente. Nesse post indicamos algumas possibilidades e damos dicas de como agir.

Esteja preparado para uma situação onde o carro não liga

Na maioria das vezes é um defeito mais simples de resolver. Mas quase sempre é mais fácil quando o carro tem suas manutenções em dia. Um pouco de conhecimento sobre o seu carro é sempre oportuno e uma maneira de adquirir esse aprendizado é pesquisando, ou até mesmo estudando o manual do seu carro. faça a sim mesmo perguntas simples como: “Eu sei trocar o pneu do meu carro?” “Quando troquei ou medi o nível de água ou óleo de motor?” Podemos nos surpreender com a falta de conhecimento que temos sobre nosso carro. Em uma situação de pane isso pode ajudar muito.

Carro não liga

O primeiro passo é não entrar em pânico. O defeito pode esperar em caso de emergência; sua segurança e de sua família são o principal fator. Evite tentar consertar o carro em rodovias, vias de trânsito intenso, ou em lugar ermo ou a noite. Mas com o carro em segurança é possível resolver a situação. Veja abaixo algumas dicas sobre um carro em pane e porque ele não liga.

  • Bateria simplesmente descarregada. Essa é a principal causa de pane súbita. Os sintomas são: partida pesada ou que fica pesada rapidamente. As luzes do painel caem muito no momento da partida. Por fim o motor fica “mudo”. Solução ou teste: faça uma chupeta com equipamento próprio ou com um cabo e uma bateria auxiliar. Existe um chupeta portátil que atende bem, é barata, e cabe em uma maleta. (VEJA AQUI)

  VEJA AQUI COMO FAZER UMA CHUPETA EM BATERIA 

  • Falta de combustível. Isso é possível, seja por esquecimento ou por defeito na bomba de combustível. No primeiro caso basta conferir o marcador. Se estiver bem perto da reserva pode ser falta de gasolina. No caso de defeito na bomba é mais complicado, precisando de testes mais demorados. Nas duas situações o motor gira livre, sem pesar, indicando claramente que a bateria está boa.
  • Pneu furado. Muito comum por causa de buracos ou de algo que furou o pneu. Muitas vezes um prego penetrou a borracha e o pneu esvazia aos poucos. Por isso é importante sempre calibrar os pneus. Caso um esteja bem mais baixo que o outro (observando o manômetro do posto) é sinal de vazamento. Para resolver no local é bom aprender a trocar o pneu do seu carro. Faça isso em lugar plano. Caso contrário nem tente. Mas no caso de ser um pequeno furo – como o do prego citado – existe um produto que pode resolver VEJA AQUI É literalmente uma mão na roda ou no pneu!
  • Defeito no motor de partida. Nesse caso a partida fica pesada ou fica muda. Observe se a luz do painel abaixa um pouco no momento da partida. Somente em oficina se conserta uma motor de partida.
  • Mudança súbita de combustível. Alguns carros precisam de um tempo para assimilar uma mudança brusca de combustível. Quando abastecer assim, rode com o carro ou deixe ligado por 11 km ou cerca de 20 minutos.
  • Luz da injeção acesa. Quase sempre a essa luz acende bem antes de acontecer uma pane no carro. É um alerta pra avaliar a situação. Se ela for de cor vermelha indica que o carro vai parar a a qualquer momento. Também tem que passar por um scanner. A luz da bateria acesa, por exemplo indica que o carro vai parar por falta de carga na bateria.

VEJA AQUI ALGUMAS LUZES DE PAINEL