O sensor de ré do Uno é responsável por acender a luz de ré. Podem ser duas ou uma lâmpada, dependendo do modelo e ano do carro (veja aqui). É uma peça eletromecânica. É acionado ao engatar a marcha ré através de um mecanismo dentro da caixa que “empurra” o pino do sensor. Nesse momento a corrente da luz de ré é acionada e a lâmpada acende. Por isso o sensor também é conhecido por interruptor de luz de ré. Funciona somente com a chave do carro ligada.

Esse post é para o Uno mais antigo, incluindo o Fire. Mas nesse quesito de sensor de ré, o Uno novo é muito parecido com seu irmão mais velho.

Sua localização é na caixa de marcha. Olhando o carro de frente, ela está a direita, na caixa, e embaixo. Possui uma tomada ou terminais com dois fios. Mas ela deve ser trocada com o carro parado. Jamais ligue o motor ou rode com o carro sem o sensor de ré, pois vai vazar o óleo da caixa.

Principais defeitos

  • Fusível queimado. Ele pode queimar por causa de outro acessório ligado nele ou por curto na fiação da luz de ré. Nesse caso tem que revisar os fios que vão para o sensor e os que chegam na lâmpada. procure por fios esmagados ou descascados e encostando em partes metálicas do carro.
  • Lâmpada (s) queimadas. É um defeito muito raro. Uma lâmpada queima por uso – e  no caso da ré é pouco – lanterna quebrada e assim pode entrar água e sujeiras, ou simplesmente qualidade ruim. Também, alguém pode ter trocado a lâmpada de luz de ré por uma mais usada, como a do freio. A luz de ré sempre usa uma lâmpada de um polo.
  • Sensor de ré queimado. É o mais comum. Ele estraga por causa da tração que sofre quando a ré é engatada. É uma questão de tempo e de uso do carro para acontecer isso.
  • A luz de ré não apaga. Nesse caso também pode ser defeito no sensor. Basta desligar a tomada dele e reparar se a luz apaga. Também é caso de troca da peça. Mas se ela continuar acesa, mesmo retirando a tomada, então pode ser fio colado. Normalmente isso acontece na fiação que vai para o sensor de ré. Procure ali por fios colados.

Trabalhe em segurança. Faça o serviço em lugar plano. Normalmente não é necessário o uso de macaco, mas é um serviço feito por baixo. Não insista se o fusível queimar novamente. Isso é sinal de curto e deve ser reparado. Na dúvida procure um profissional de sua confiança.

 

Você precisa de um seguro de automóvel que seja bom, eficiente, mas que não custe os olhos da cara? O Mãos ao Auto tem uma parceria com a Espínola Corretora de Seguros, que tem anos de experiência e trabalha com os principais seguros do mercado - e garante preços muito bons. Para fazer um orçamento, basta clicar aqui e preencher esse formulário. Nós encaminharemos seu pedido para a corretora, que entrará em contato trazendo a melhor oportunidade para você.