Fusíveis do Fiat 147

O Fiat 147 foi ícone entre o os automóveis de sua época. Além do avanço (moderno em muitos itens até hoje), foi gerador de emprego. Isso porque foi o primeiro automóvel fabricado pela Fiat no Brasil, criando milhares de empregos diretos e indiretos com a inauguração da linha de montagem. Pois foi neste belo carro da Fiat que adquiri meus primeiros conhecimentos elétricos automotivos. Empenhei-me tanto nisso, que cheguei a saber de memória a função da cada fio do seu sistema elétrico, simplesmente com a informação de suas cores. O privilégio foi ganhar conhecimento com o circuíto elétrico mais organizado de todos os carros fabricados no Brasil naqueles tempos. O Fiat 147 foi produzido entre 1876 e 1986, sendo um grande sucesso de vendas. Foi uma novidade total no mercado brasileiro. Sua mecânica simples e robusta o fez líder de vendas por um bom tempo.

Mas este post é sobre os fusíveis do Fiat 147 e a localização deles.

Fusíveis do 147

Usam os famosos fusíveis de “louça”, os mesmos do Fusca, mas que depois trocaram a tal louça por um material plastico e térmico. Também os relés do 147  fazem parte do conjunto que sempre fica atrás/esquerda da bateria do carro. O acesso é fácil. Algo planejado pela fábrica para que o próprio motorista conseguisse fazer uma manutenção simples dos fusíveis. Basicamente a caixa prende os fusíveis em seus lugares por pressão de duas lâminas, conforme vemos na foto ao lado.

Repare a caixa de fusíveis do 147 a esuqerda da bateria, bem atrás do reservatório de cor alaranjada

Repare a caixa de fusíveis do 147 a esquerda da bateria, bem atrás do reservatório de cor alaranjada

Neste post estamos disponibilizando as funções de cada fusível e suas posições na caixa preta que vemos na foto acima. Atrás dela também encontramos os relés de ventoinha, buzina e de setas. Devemos lembrar que estes fusíveis são também equivalentes para a  “família” 147, como a Fiorino anos 80 e outros. Abraços a todos.

147-4

 

 

 

Please follow and like us: