Conte 60 segundos. A cada minuto, um carro terá sido roubado ou furtado no Brasil – são quase 600 mil casos por ano. Some isso com as estatísticas de acidentes no trânsito, em que o Brasil ocupa a quinta posição mundial, e fica fácil entender por que é importante escolher o melhor seguro automóvel. 

Dica: no final do texto falaremos como conseguir uma cotação boa e barata de seguro de automóvel. Se já quiser adiantar, é só preencher esse fomulário aqui

Como é calculado o valor do seguro automóvel

O primeiro componente da equação é o valor do próprio veículo que será segurado – quanto mais caro, maior será o gasto com seguro. Além disso, as empresas fazem uma análise de risco do cliente, calculando assim quanto custaria um serviço.

É por isso que o seguro para motoristas mais jovens ou que acabaram de tirar carteira costuma ser mais caro que o seguro para motoristas experientes. O estado civil do motorista também pode influenciar nessa questão, já que estatisticamente solteiros(as) se envolvem em mais acidentes do que os casados(as). A mesma coisa vale para o sexo: homens, principalmente os jovens, pagam mais caro que mulheres pois se envolvem em mais acidentes.

O endereço do segurado também pesa – se é um bairro com maior índice de furtos o preço sobe, por exemplo. E se determinado veículo tem um índice de furtos maior que outro, o seguro para aquele modelo também custará mais caro. Esse é um fator importante a se considerar antes de escolher e comprar um carro.

Por fim, uma coisa que pode pesar na hora da renovação, embora não afete na contratação do seguro pela primeira vez, é o histórico do motorista. Quem utiliza pouco o seguro costuma conseguir condições mais favoráveis do que aquele motorista que aciona o seguro frequentemente.

Veja também: Como economizar na manutenção do seu carro
Conheça algumas luzes do painel e seus significados
Sistemas antifurto e três dicas contra ladrões de carros  

Seguro contra terceiros: tenha umz

O número dá medo. Segundo o Correio Brasiliense, cerca de 80% da frota de veículos brasileira circula sem seguro. Isso significa que de 10 veículos que podem se envolver num acidente com o seu carro, oito deles não estão segurados. Percebeu a necessidade de ter também um seguro contra terceiros? Uma cobertura sem essa opção fica mais barata, óbvio. Mas é o típico barato que pode custar muito caro. 

Melhor seguro automóvel: qual cobertura você precisa?

Cuidado com ofertas tentadoras e preços muito baixos. Uma coisa é achar o melhor custo/benefício, outra bem diferente é contratar um seguro cujo valor é muito menor do que o dos concorrentes. Se optar por esse caminho, leia atentamente as letras miúdas do contrato. Verifique qual a cobertura – há proteção contra terceiros? E em caso de fenômenos naturais, como granizo, você estará coberto? Qual o valor da franquia?

Melhor seguro automóvel

Granizo?

Claro, uma ideia interessante é fechar um plano que atenda suas necessidades, evitando coberturas que só encarecem o produto, mas que você nunca usaria ou não precisaria. A crise derrubou o número de carros segurados, mas isso trouxe pelo menos uma boa consequência: nos últimos anos chegaram ao Brasil empresas que oferecerem seguros mais econômicos. Para isso, elas eliminam coberturas que poderiam ser consideradas supérfluas – por exemplo, o carro extra que a seguradora empresta em caso de acidente ou furto com o seu. Avalie o que você realmente precisa e leia o contrato com atenção antes de fechar o negocio. 

Opte por empresas conhecidas

Outro problema é quando você nunca ouviu falar de uma seguradora. Tudo bem, pode ser nova no mercado. Mas se você nunca ouviu falar de uma empresa, o primeiro passo é pesquisar a reputação dela. Um bom local para fazer isso é no site do Reclame Aqui, que tem uma página só para seguradoras. Claro que uma boa avaliação ali não é a única garantia na hora de escolher determinada empresa, mas já ajuda (e muito) no processo. 

Por fim, optar por empresas conhecidas, com décadas de mercado, é sempre um caminho interessante e que ajuda a garantir a solidez do negócio. A Porto Seguro, a Allianz Seguros e a Sulamerica são algumas das mais tradicionais, assim como as empresas ligadas a bancos, como a Itáu e a Bradesco Seguros. Em 2013, uma pesquisa feita com mais de cinco mil usuários e divulgada pela Revista Exame elencou os cinco melhores seguros de automóveis do país. Foram as seguintes:

  • Porto Seguro
  • Allianz
  • Itaú Seguros
  • Marítima
  • HDI

Vale lembrar que esse ranking foi feito há cinco anos (não existe um mais atual). E, claro, que ele não necessariamente corresponde à sua realidade. É preciso ver qual o melhor seguro automóvel para a sua situação, que é única. 

Faça a cotação com um corretor 

É normal não saber exatamente o que você precisa e ter medo na hora de escolher. É por isso que o corretor é um profissional tão importante.

O Mãos ao Auto conhece há anos e tem uma parceria com a Espínola Corretora de Seguros, uma empresa de São Paulo e que atua no Brasil inteiro. Por meio no blog, disponibilizamos para nossos leitores o contato direto com o corretor, que garante encontrar o produto com melhor custo/benefício – ele vai te ajudar a escolher qual cobertura você precisa, negociar descontos e indicar um seguro barato e eficiente. 

Se quiser uma cotação – totalmente sem compromisso e de graça – deixe seus dados abaixo. A corretora entrará em contato e trará dicas dos melhores seguro de automóvel para você. 

Please follow and like us: