O alternador é a usina de energia do seu carro. Ele tem a função de sustentar o sistema elétrico carregando de energia a bateria de acordo com o uso elétrico. É um acessório de suma importância para seu carro. Novas tecnologias foram introduzidas nos alternadores de modelos mais novos visando melhorar o desempenho e a durabilidade de peças elétricas/eletrônicas e do próprio alternador. A bateria está diretamente envolvida nesse processo.

Como funciona um alternador comum?

A medida que usamos os acessórios elétricos do carro com o motor ligado, o alternador repõe essa carga aumentando a voltagem e a amperagem ao mesmo tempo, através de um regulador eletrônico. Para esse tipo de alternador não há descanso, principalmente na voltagem que, mesmo na marcha lenta do motor, fica em torno de 14 volts.

É uma peça muito bem planejada que ainda vai ficar muito tempo no mercado por sua simplicidade de funcionamento e durabilidade, além do preço estável. O que tem acontecido é o aprimoramento interno através de novas tecnologias eletrônicas. O mesmo tem ocorrido com outras peças, como o arranque, por exemplo, através do sistema Start-Stop, tudo isso para melhorar o desempenho e o conforto de motoristas e passageiros.

Novos alternadores-novas tecnologias

Os alternadores modernos, bem mais recentes, possuem uma tecnologia de ponta. O ponto fraco de um alternador é a caloria, sua temperatura de trabalho. Como dito acima, eles não tem descanso. A nova tecnologia veio para amenizar essa situação. O sistema COM do alternador que equipa o Honda Civic novo mantém o alternador em uma espécie de Stand by. 

Novos alternadores-novas tecnologias

Isso significa que o alternador fica em espera, mantendo uma carga mínima calculada para o funcionamento do sistema eletrônico. Não fosse isso, o motor ficaria sem energia em pouco tempo. Muitos profissionais acabam sendo “enganados” por esse sistema. Ao medir um alternador na bateria o resultado costumeiro é de 14, 8 Volts para um bom funcionamento. Já no sistema COM o resultado vai ser sempre acima de 12 Volts, mas não sobe mais. Como assim? Este é o tal momento Stand by.

Mas basta ligar, por exemplo, o farol do carro, que o aumento da carga do alternador é medido imediatamente, subindo para os 14 Volts desejados. Desligou, ou diminuiu o uso elétrico, ele volta para os parâmetros de medidas do Stand by.

Em alguns modelos a medida em Volts fica pouco acima de 12 volts mesmo com todos os acessórios ligados. Mas a corrente enviada pelo alternador – que é o que carrega de fato a bateria – acompanha o gasto de energia mantendo a bateria carregada. Qualquer anomalia, a luz de bateria acende no painel.

Assista o vídeo abaixo do sistema COM da Honda

Você precisa de um seguro de automóvel que seja bom, eficiente, mas que não custe os olhos da cara? O Mãos ao Auto tem uma parceria com a Espínola Corretora de Seguros, que tem anos de experiência e trabalha com os principais seguros do mercado - e garante preços muito bons. Para fazer um orçamento, basta clicar aqui e preencher esse formulário. Nós encaminharemos seu pedido para a corretora, que entrará em contato trazendo a melhor oportunidade para você.