O Uno é um dos carros mais vendidos no Brasil, principalmente o Uno antigo. Seu lançamento foi uma grande novidade no mercado, aliás um grande avanço tecnológico para a época. Embora também tenha recebido o elogio de “carroça” do governo brasileiro, alguns itens chegaram a desbancar outros modelos de carros. O sistema elétrico do Uno foi um exemplo disso. Organização, código de cores aprimorado, maior número de  relés substituindo fios grossos, e  posicionamento de peças para uma troca mais rápida ou lógica. É desse último item que vamos falar nesse post. Descubra aqui como trocar  o relé de seta do Uno antigo.

Como trocar o relé de seta do Uno antigo

Até hoje os carros modernos meio que escondem algumas peças que o próprio motorista poderia trocar com facilidade. Pensem no caso do relé de seta. A maioria é instalada na caixa de fusíveis, alguns até atrás dela, e ao lado de vários outros relés. Dificilmente vamos encontrar ali uma informação básica assim: “este é o relé de seta”. Talvez no manual do carro exista alguma informação sobre isso. No caso do Uno mais antigo e alguns dos mais novos (tipo Vivace) o relé de seta fica na coluna do volante, debaixo das capas delas. Em alguns casos precisa retirar o volante. Mas se a capa sair com facilidade, então basta retirá-la e o relé é facilmente visto. Alguns são de cor azul e com 3 pinos (mais novos) e outros de cor preta e com 4 pinos (Uno antigo anos 90). Eles ficam apenas encaixados ou presos por uma presilha plástica contra mau contato bem evidente. O serviço tem que ser feito com a chave desligada e fora do contato de ignição. O pisca alerta também deve estar desligado. Assista ao vídeo abaixo que explica a troca do relé de seta do Uno antigo passo a passo, inclusive a retirada do volante. 

Please follow and like us: