Conserto de carro

Algumas coisas são fáceis de consertar. Um determinado conserto de carro também pode estar ao seu alcance Outros, até bem conhecidos, são mais difíceis do que parece ou se comenta. Um conserto de carro que parece ser logicamente muito fácil, que todo motorista deveria saber, pode surpreender até o mais empolgado deles ao tentar fazer o serviço. Nesse caso, quase sempre se acaba recorrendo a um mecânico profissional.

Por outro lado, um ou outro conserto de carro que parece difícil, e sempre se recorre a oficinas, pode ser resolvido pelo próprio dono do carro. Obviamente que alguma observação terá que acontecer, ou mesmo consultar fóruns e sites sobre o assunto como o Mãos ao Auto e outros. Mas podemos garantir que tudo em um veículo segue uma lógica de construção e, consequentemente, também de reparo. A diferença entre o fácil e o difícil vai ficar no uso de ferramentas especiais e até do uso de mais força física. Neste post daremos cinco dicas de conserto de carro. Faça você mesmo!

Concerto de carro: o que está ao seu alcance?

1 – Trocar as palhetas do limpador de para-brisa. É algo que lembramos apenas quando chove. Também existe uma lógica e quase sempre é de desencaixe e encaixe. As palhetas novas têm que ser idênticas no encaixe e cabe aqui a observação ao comprar a peça. O cuidado que se deve ter é segurar a haste de ferro para que ela não volte contra o vidro do carro.

conserto de carro

2 – Calibrar os pneus. Para fazer isso basta saber a pressão do pneu do seu carro. Ela é encontrada no manual do proprietário ou pela internet em sites sérios. Todo posto de gasolina tem uma calibrador de pneus de manuseio fácil. Tanto é que quase  sempre é o motorista que faz a calibração.

conserto de carro

3 – Trocar um fusível queimado. Isso é mais fácil do que se pensa. Também encontramos todas as informações no manual do carro. O que pode ficar difícil nesse caso é o fusível queimar novamente. Dessa forma um eletricista tem que fazer alguns testes, pois existe a possibilidade de haver um curto.

4 – Completar o nível de água no reservatório do radiador. É de risco médio por causa da possibilidade de queimaduras. Mas basta completar o nível com o motor frio, pela manhã antes de ligar o carro, ou com ele desligado por horas. No próprio reservatório existe uma marca que orienta de forma lógica o serviço

conserto de carro

5 – Lâmpadas queimadas. Algumas são bem fáceis de trocar, bastando observar bem a lógica do local e da fixação dela. O manual do carro também fornece orientações para realizar essa troca, além do tipo de lâmpada que deve ser substituída.

Pode parecer estranho para o leitor não estar nesta lista serviços como a troca de pneu, por exemplo. Mas isso cai no que foi citado no início do post: nem sempre o que pode parecer fácil está ao alcance do motorista, ou da maioria deles. Trocar um pneu requer ferramenta média, um macaco para suspender o carro, local adequado para a troca, e conclusão que não comprometa o carro rodar. Além, disso é um serviço perigoso e exige força. Se compararmos trocar o pneu com a troca uma bateria, o segundo é bem mais fácil, embora também tenha que ser feito por um profissional ou seguindo o passo a passo de  um bom tutorial.

Você precisa de um seguro de automóvel que seja bom, eficiente, mas que não custe os olhos da cara? O Mãos ao Auto tem uma parceria com a Espínola Corretora de Seguros, que tem anos de experiência e trabalha com os principais seguros do mercado - e garante preços muito bons. Para fazer um orçamento, basta clicar aqui e preencher esse formulário. Nós encaminharemos seu pedido para a corretora, que entrará em contato trazendo a melhor oportunidade para você.