Eis uma pergunta interessante e constante da parte de nossos clientes. As baterias de hoje são bem diferentes das produzidas há 20 ou mais anos atrás, quando existiam fábricas de baterias caseiras, ou com pouco recursos tecnológicos. Essa mudança começou com a “falecida” Delco Freedom , que introduziu a primeira bateria selada no mercado brasileiro. Pelo menos a primeira que funcionou. Mesmo assim, os “protótipos” costumavam explodir nos carro. Mas foi a insistência na nova tecnologia que resultou na mais duradoura bateria já produzida no Brasil. Durante anos essa marca pioneira dominou o mercado de baterias, até que veio a separação da ACDelco da fábrica Delphi e começou a decadência comercial. A título de comparação, imagine o efeito se o Google fosse obrigado a trocar de nome. Ou seja, trocaram o nome da marca que estava vencendo.

Propaganda da bateria que revolucionou o mercado brasileiro.

Propaganda da bateria que revolucionou o mercado brasileiro.

O grande problema foi o aumento do preço das baterias. Pois muitas fábricas seguiram o modelo acima  e criaram suas próprias baterias seladas. Restou aos pequenos fabricantes a produção do que chamamos em nossa oficina de sub-bateria, um produto que valia o que custava: quase nada.

Muitos ainda acreditam que as baterias de manutenção duram mais do que as seladas exatamente por permitir um cuidado maior, como colocar água e manter a solução interna solta das placas. A bateria selada exige muito menos manutenção, pois sua água dura por toda vida útil da peça.   A introdução da bateria selada no Brasil foi uma necessidade urgente devido as mudanças que começavam a ocorrer com a parte elétrica dos nosso automóveis e o acesso restrito a essa nova tecnologia de energia. De fato, essa parte elétrica aumentava o consumo com novos acessórios e tecnologias, o que exigiu mais atenção do proprietário do carro através de uma manutenção em intervalos menores.

 

Mas quanto tempo dura uma bateria? Isso é relativo. Depende do uso, como ocorre com qualquer acessório do seu carro.  Desde de junho de 2014 que o INMETRO interferiu na fabricação das baterias exigindo que o que está escrito no rótulo seja realmente o que a bateria contém. Com isso as sub-baterias perderam o mercado e hoje em dia a durabilidade se equivale entre as marcas mais conhecidas.

Sua bateria vai durar mais se seu carro for mais simples, sem ar-condicionado, som de competição, faróis anormais, etc. Nesse caso ela pode durar anos. Mas na média, em um carro com todos os equipamentos de fábrica, uma bateria dura entre 2 anos a 2 anos e meio, com algumas exceções. (leia aqui sobre garantia de bateria) 

Os primeiros sintomas do fim da vida útil de uma bateria são evidentes, com o motor parecendo girar pesado na partida, ou o rádio desligando também na partida. Se isso acontecer uma vez não deixe acontecer outra vez. Você pode ficar na rua. Então, providencie rapidamente a troca de sua bateria.

No caso da melhor montadora, a Chevrolet, na sua linha de carros pequenos, está disparada na frente das outras montadoras em relação a durabilidade das baterias. Esses carros possuem uma excelente parte elétrica que poupa, em muito, o desgaste da bateria. A estranha coincidência é a marca da bateria original de fabrica da Chevrolet: AC delco… Vai entender. Por outro lado, a Fiat evoluiu muito neste mesmo aspecto.

Quer trocar de carro? Dica imperdível para você economizar muito dinheiro e saber se não está sendo enganado: com milhares de cópias vendidas, o livro digital Como Trocar de Carro Sem Perder Dinheiro vai te ajudar a não cometer erros e fechar o melhor negócio possível. Detalhes aqui

Please follow and like us: