O que fazer em caso de pane do seu carro

Uma pane em carro é sempre inesperada, seja ao sair para um compromisso ou já em movimento. As duas situações causam no mínimo aflição ao motorista. No caso de pane na garagem, a situação é mais tranquila implicando somente em um atraso não programado.

Já com o carro em movimento, a situação muda. O lugar, a hora e o local, podem ser um incômodo ou até perigoso. Muitas vezes a família está junta, o que aumenta o nervosismo de todos, principalmente do motorista. Nesse post daremos algumas dicas para amenizar a situação.

O que fazer em uma situação assim?

A sua segurança e de sua família é o primeiro problema a ser resolvido. Então, também temos uma questão preventiva. Sempre procure estacionar o carro em lugares seguros, onde ele possa ficar até de um dia para o outro, principalmente se a pane ocorrer a noite. Também deve ser um lugar de bom movimento de pessoas e onde sua família pode aguardar enquanto espera uma solução definitiva. Sempre leve um celular para pedir ajuda. Tenha o contato de um reboque de plantão, assim como tem de um mecânico de confiança. 

Imagem: www.hbcjo.com

Mantenha a manutenção do seu carro em dia. Existe uma manutenção mínima onde você mesmo pode fazer ou um profissional. Nesse caso vai ser mais rápido. Observe itens como:

  • Pneus. A calibragem é essencial e o estado dele também. Pneu tem data de validade que é indicada no próprio pneu. Em media é seis anos, mesmo que o carro rode pouco.
  • Estepe. Quase sempre esquecemos de verificar o estado dele. Muitos motoristas se dão conta da sua falta quando um pneu fura. Além de roubo, ele pode estar completamente vazio ou antigo.
  • Bateria. Esse acessório do seu carro não avisa quando vai parar de funcionar. Simplesmente a bateria pode ligar o carro com facilidade e depois não vira mais o motor. Nesse caso motorista ou responsável pelo carro tem saber o tempo de uso dela, a procedência e sempre pedir a opinião de um eletricista de confiança. Ele tem condições de avaliar a bateria do seu carro.
  • Combustível ruim. Isso é muito comum: abastecer em um posto desconhecido e a gasolina está batizada. O carro simplesmente para de funcionar na primeira oportunidade depois de abastecer. Sempre use o posto de sua preferência. Se possível, evite o álcool combustível.
  • Bomba de combustível. É uma peça mais difícil de manutenção. O bom seria trocar ela de dois em dois anos e o filtro uma vez a cada seis meses. Usando peças originais e mão de obra especializada,  dificilmente o carro vai apresentar pane por causa da bomba de combustível.
  • Falta de água no radiador. Esse serviço pode ser feito com o motor completamente frio, pela manhã. Observe o nível e complete se for necessário. Pode ser feito todo meses ou ao reparar algum vazamento de água embaixo do carro. nesse caso tem ser corrigido.

Outras possibilidades implicam em manutenção feita em oficina. Devemos obedecer o tempo ou quilometragem especificadas pela fábrica do seu carro. Incluímos aí: troca de óleo de motor, pastilha de freio, cabos e velas, correia dentada e correia do alternador. Procure ler os links desse post com informações mais detalhadas.