Gordini

O Gordini foi considerado um modelo rápido e moderno para sua época. De origem francesa, ele foi fabricado no Brasil pela Willys sob licença da Renault. Fez muito sucesso no pais na década de sessenta do século passado, e também é um caso de amor para muitos.  

O Gordini também foi um carro mal compreendido como muitos outros modelos antigos produzidos no Brasil (veja nossa seção de carros antigos). Era muito econômico e bem mais rápido que o Fusca, dois concorrentes da época. Seu velocímetro “marcava” fantásticos 150 quilômetros por hora, além de ser bem moderno por dentro.

Seus problemas eram com a suspensão que não durava muito nas estradas e rua brasileiras. Também não vinha equipado com bons freios. Mas modelos sucessores melhoraram um pouco. O incrível, e visto por por mim pessoalmente, era a presença de um acessório muito antigo: a manivela de partida. Mesmo possuindo um motor elétrico de partida, essa manivela equipou alguns modelos do Gordini. No caso de bateria arriada era algo bem útil, uma “chupeta mecânica” para emergências.

Gordini e sua parte elétrica

Nesse artigo postamos o esquema elétrico do Gordini através de uma foto. Embora seja simples, o Gordini e sua parte elétrica era mais avançada que outras da época. Para quem procura um esquema para restaurar um Gordini, a foto abaixo pode ajudar. Nela encontramos uma lista de todos os acessórios elétricos, além de pontos de ligação, tudo como era de fábrica.

Gordini e sua parte elétrica

Imagem: https://manuaisdoproprietario.blogspot.com

No caso de reforma da parte elétrica do Gordini, seria interessante usar um chicote com fios originais. Mas é uma situação rara, são peças difíceis de encontrar. Seria uma procura de um tesouro. A sugestão, caso não encontre, é respeitar as cores e as bitolas dos fios. Os relés podem ser substituídos ou mesmo reformados por profissional. O gerador e motor de partida também pode ser reparados ou “remoldados” por pessoas especializadas em reformas de induzidos e outros.

Você precisa de um seguro de automóvel que seja bom, eficiente, mas que não custe os olhos da cara? O Mãos ao Auto tem uma parceria com a Smove, site que faz a comparação, em minutos, dos preços e coberturas das principais seguraduras e acha o melhor custo/benefício para seu carro. Para isso, basta clicar aqui e seguir o passo a passo.