Então você comprou um carro chamado “pé duro”? Escolheu um carro  sem os acessórios opcionais entre eles o ar-condicionado? Isso é comum no Brasil, pois costuma diminuir o preço final do carro, principalmente os veículos de zero quilômetros. Será que vale a pena mandar instalar um ar-condicionado depois? Pode ser. Mas algumas regras têm que ser seguidas, mesmo que isso represente pagar mais. Afinal a economia foi momentânea, ou deveria ser.

Instalação original

Mesmo que o carro saia de fábrica sem o ar-condicionado ele pode ser instalado de forma original. Qualquer instalação feita fora de autorizada é uma adaptação por uma questão óbvia: as peças devem ser originais de fábrica, o que é mais barato nas autorizadas ou pelo menos possibilitam uma negociação para reduzir o preço, como a fidelização do cliente, por exemplo. Além disso, a garantia vai ser de outro nível por ser de uma representante da fábrica. A mão de obra deve ser especializada, o que se espera de uma autorizada, além da constante repetição do serviço em carros da mesma montadora. Isso aumenta a experiência da oficina.  Mesmo que uma oficina comum use peças originais, a garantia vai ficar dividida (mão de obra em uma e as peças em outra) ou no mínimo alterada. Uma instalação original é mais cara? Sim. Mas veja abaixo as desvantagens de uma instalação adaptada.

Instalação adaptada

Nesse caso tudo pode acontecer. Peças que não são do ar do seu carro podem ser instaladas em adaptação ou na famosa gambiarra. Pode dar certo? Sim, pelo menos gelar o ar pode acontecer. Mas as peças não estarão fixas nos seus lugares e podem causar rupturas e trincas. Quando falamos de canos e mangueiras a adaptação é mais crítica, submetendo elas e eles a atrito com outras peças fixas do motor e até a raspar em polias. Um vazamento de gás vai ser inevitável.

Instalação de ar-condicionado em carro vale a pena?

Uma adaptação de ar-condicionado que causou grande prejuízo ao dono do carro. (foto : Mãos ao Auto)

Talvez somente o compressor não vai precisar de uma adaptação. O carro já sai de fábrica com um lugar para ele. Mesmo assim, ainda fica a obrigação da originalidade da peça. Já vimos adaptações usando até arame para fixar peças como o condensador. É óbvio que a peça sequer era do carro. Outra situação complicada é o carro em questão não ter nenhum acessório do ar pré-instalado. Isso vai implicar em sistema elétrico, painel, evaporador, e ventilador. São peças caras e difíceis de serem instaladas. Quase sempre ficam sequelas, mesmo em autorizadas

Existe uma adaptação boa?

Sim, mas como dito acima o custo vai ser maior, as garantias vão se separar e muitas vezes ficam nulas por instalação considerada inadequada pela fábrica. A sugestão é pensar na situação antes de comprar o carro. Talvez seja interessante negociar a compra com o ar-condicionado instalado de fábrica, e não de autorizada, o que é bem comum e o cliente sequer toma conhecimento. Nesse caso teremos um acessório muito bem instalado, no momento da montagem do carro, com garantia de fábrica e última tecnologia. Também a manutenção e durabilidade vão ser bem maiores. É um típico caso de planejamento de risco.

 

Você precisa de um seguro de automóvel que seja bom, eficiente, mas que não custe os olhos da cara? O Mãos ao Auto tem uma parceria com a Espínola Corretora de Seguros, que tem anos de experiência e trabalha com os principais seguros do mercado - e garante preços muito bons. Para fazer um orçamento, basta clicar aqui e preencher esse formulário. Nós encaminharemos seu pedido para a corretora, que entrará em contato trazendo a melhor oportunidade para você.

Please follow and like us: