Toda tecnologia nova, de ponta, e com mudanças interessantes, acaba virando objeto de desejo do consumidor. Em se tratando de carros e tecnologia automotiva o entusiasmo é maior. Afinal, mudanças bruscas são poucas nesse setor. Alguns já estão ansiosos com a chegada do carro voador, o que ainda deve demorar um bocado. Será?  Mas uma inovação tem rendido dividendos para as montadoras e para motoristas: o sistema start-stop.

 Start-stop

Como funciona o sistema start-stop?

A ideia é simples mas genial. Apenas faltava tecnologia para funcionar bem. A função básica desse acessório é desligar o motor toda vez que o carro para.  Um exemplo seria uma parada em um sinal fechado. Para religar rapidamente sem acionar a chave, basta soltar o pedal do freio ou pressionar a embreagem no caso de carros com câmbio manual. Ou seja: são ações do motorista quando se pretende movimentar o veículo novamente.

Seu funcionamento é através do arranque convencional, porém com uma central inteligente que percebe quando o carro está em marcha lenta e desliga o motor. Para ligar acontece o descrito no parágrafo anterior, mas tudo comandado por essa central especial. O arranque também é mais robusto, pois obviamente vai ser bem mais usado. O mesmo acontece com a bateria que passou a ser mais resistente, com capacidade elétrica maior de partida. Mas e outros componentes?

 Start-stop

Velas do carro

 Mas faltou reforçar as velas desse tipo de carro. Ainda não existem projetos específicos para velas de carros com start-stop. Um carro sem start-stop normalmente dá 6 ou 7 partidas por dia.  Como no novo sistema as partidas serão bem mais constantes, as velas sofrem desgaste maior. Mesmo com novos materiais que estão sendo usados nesse tipo de vela, como platina e irídio, uma revisão periódica é necessária nas velas, pelo menos a cada 10 mil km. Não tem como adivinhar o estado delas e muitos estão tendo esse tipo de problema.

Carros modernos, embora pareçam mais frágeis, são construídos para suportar condições adversas, principalmente os motores, com suas centralinas eletrônicas. Por isso um defeito notado já vem acontecendo por um tempo até acender alguma luz indicadora. Por isso a importância  de fazer revisões periódicas.

 

Você precisa de um seguro de automóvel que seja bom, eficiente, mas que não custe os olhos da cara? O Mãos ao Auto tem uma parceria com a Espínola Corretora de Seguros, que tem anos de experiência e trabalha com os principais seguros do mercado - e garante preços muito bons. Para fazer um orçamento, basta clicar aqui e preencher esse formulário. Nós encaminharemos seu pedido para a corretora, que entrará em contato trazendo a melhor oportunidade para você.