Em outro artigo explicamos o que significa o nome da fábrica alemã – a Volkswagen – e descobrimos muitas curiosidades. Dessa feita iremos falar da Citroen, marca antiga e francesa, que tomou conta da Europa e se espalhou pelo mundo. No caso da montadora alemã o nome tem um significado bem direto que é “carro do povo”. Mas no caso da Citroen temos uma situação que acontece muito no Brasil: o nome segue o dono. No caso, segue a família, algo bem parecido com o caso do Gurgel no Brasil e da Ford nos EUA, quando nos referimos a automóveis.

VEJA AQUI OUTRAS MARCAS E SEUS SÍMBOLOS

Amaral Gurgel, Henry Ford e André Citroen. Esse último fundou a Citroen automóveis em 1919. Sim, quase centenária. Porém André  não era um aventureiro no ramo, mas um especialista. Sabia bem trabalhar com produção em larga escala e tinha conhecimento de novas tecnologias. Bem no início do século 20 ele já tinha sua primeira empresa.

Citroen

Pois foi o desenvolvimento de como cortar engrenagens que levaram a famosa técnica de corte de engrenagens em V, imediatamente registrada por André. Basicamente as engrenagens passaram a ter o formato em V e foi empregada na indústria automotiva. Mas é exatamente essa engrenagem em V que se tornou inspiração para o logotipo da Citroen, como o da foto acima: dois VV invertidos e sobrepostos, e que é usado até os dias de hoje. É bom ter em mente que a Citroen primeiro se especializou em engrenagens e depois mergulhou na indústria automobilista. Foi se espelhando no trabalho de Henry Ford que André criou seu primeiro modelo, o Type A, lançado junto com a inauguração da fábrica em 1919.

Citroen

Típica engrenagem em V

Vendas do primeiro modelo Citroen

Foi um sucesso! Dez mil unidades vendidas em menos de um ano. O Type A era uma carro barato para a época e muito rápido também. Podia chegar quase aos 70 Km por hora, o que foi uma proeza para a época. Também possuía partida elétrica em vez de manivelas. Outra novidade introduzida pela fábrica francesa foi a sinalização das estradas para melhorar a segurança dos motoristas franceses. De fato, André foi um homem inovador. Seus carros estavam além do seu tempo e se espalharam pelo mundo, merecendo com louvor que seu sobrenome virasse uma marca famosa.

Que tal aprender a dar a manutenção básica no seu carro? Ou até aprender uma nova profissão, a de eletricista de automóveis? O Mãos ao Auto tem uma parceria com a Maik Elétrica Automotiva, e agora oferece um curso 100% online, com alta nota de avalição de quem já fez e com custo de apenas dois reais por dia! Tudo isso na maior plataforma de vídeo aulas do Brasil! Quer ser um motorista melhor e mudar sua vida? Saiba mais: clique aqui e siga o passo a passo.