Como tunar seu carro?

Personalizar o carro de deixá-lo com a sua cara é a paixão de muita gente e são tantas opções de acessórios, principalmente nas lojas de som automotivo que fica difícil escolher só um. Porém, é importante seguir algumas dicas para não ter problemas com a fiscalização e pagar multas caríssimas. Pensando nisso, preparamos para o artigo de hoje 7 dicas para tunar seu carro sem fugir da lei. Confira!

  1. Como rebaixar o carro dentro da lei?

A primeira dúvida dos apaixonados por tunning é se o rebaixamento de carros é permitido, já que é bem comum vermos motoristas levando multa por isso.

Mas ao contrário do que as pessoas pensam, rebaixar o veículo é permitido sim, desde que dentro a altura limite instaurada pela legislação e após ser autorizado no teste do DETRAN.

O que a lei diz sobre isso é:

  • A suspensão pode ser regulável ou fixa;
  • As rodas e os pneus não devem tocar o automóvel durante o teste de esterçamento;
  • A altura mínima permitida do chão é 10 centímetros.

Para garantir que tudo esteja correto, leve o carro para a modificação em uma oficina de confiança e você não terá problemas!

  1. E para mudar os faróis?

Um dos acessórios mais requisitados no mercado tunning são os famosos faróis xenon, que realmente dão um visual esportivo e estiloso ao carro.

Porém, qualquer mudança nesses componentes são consideradas fora da lei. A única exceção é para casos em que o veículo já veio com as lâmpadas de fábrica, pois a montadora faz os equipamentos de forma que não atrapalhe a visão de outros motoristas.

De acordo com o CONATRAN, a multa para modificações nos faróis pode chegar a R$ 127,69 e gera 5 pontos na carteira.

  1. Posso pintar e plotar o veículo?

Sim, caso você queira incluir algum adesivo pequeno ou elementos facilmente removíveis na parte externa do carro, é possível aplicar os itens sem nenhuma restrição na lei.

Entretanto, caso a pintura, a plotagem ou qualquer outra modificação cubra metade ou além da metade do automóvel, é necessário solicitar ao DETRAN uma autorização para uso, pois já é considerado como alteração nas características originais do carro.

É importante lembrar também que nenhuma dessas mudanças pode atrapalhar a visão periférica do motorista ou ultrapassar as medidas do automóvel.

  1. Posso personalizar as rodas e os pneus?

Sim, é permitido tunar suas rodas e pneus sem solicitar a autorização e vistoria do DETRAN.

A única exigência é que o diâmetro desses equipamentos não deve ser maior ou menor que o conjunto original de fábrica.

É fundamental seguir essas exigências, pois, mudanças que excedem o tamanho original das rodas e pneus não são permitidas por lei e podem causar acidentes graves por desencaixe ou falta de sustentação no veículo.

como tunar seu carro

Foto por Mathieu Renier em Unsplash

  1. Quais são as exigências para tunning no motor?

Não há problemas em aumentar a potência do motor do seu carro, desde que esse valor não ultrapasse 10% da potência original. Essa exigência garante que você corra riscos conduzindo um veículo com um motor além da sua capacidade para velocidade.

Caso você queira trocar o motor, será necessário regularizar o equipamento junto ao DETRAN.

  1. Posso colocar insulfilm mais escuro?

Não há problemas em aplicar insulfilm mais escuro, independentemente se for para segurança ou estética. Porém, a legislação define que são permitidos apenas:

  • No máximo 75% de escurecimento no para-brisa;
  • No máximo 70% nos vidros laterais dianteiros;
  • Para os vidros laterais traseiros, no máximo 50%;
  • No vidro traseiro no máximo 28%.

Ou seja, os modelos tão requisitados de G20 e G5 são proibidos em qualquer uma dessas situações.

Lembre-se de fazer o escurecimento com um profissional capacitado, pois é necessário inserir também um selo com a porcentagem do filme.

 

Você precisa de um seguro de automóvel que seja bom, eficiente, mas que não custe os olhos da cara? O Mãos ao Auto tem uma parceria com a Compara Online, site que faz a comparação, em minutos, dos preços e coberturas das principais seguraduras e acha o melhor custo/benefício para seu carro. Para isso, basta clicar aqui e seguir o passo a passo.