Os defeitos mais comuns em carros

Então você vai comprar um carro e deseja ficar por dentro de despesas futuras e segurança? Ou talvez já você comprou o carro sem saber como ele está “por dentro”? Esse tipo de situação é bem comum, seja pela falta de experiência e informação, por urgência em comprar o carro, e até por má intenção do vendedor.

Por isso é bom se informar pelo menos um pouco sobre os defeitos mais comuns em carros. Eles existem e uma simples inspeção pode ajudar tanto na compra como no dia a dia. Muitos vendedores de carros não gostam de uma inspeção minuciosa por motivos óbvios: todo carro usado tem defeitos. O grande problema é a maquiagem que podem fazer pela ganância de vender o carro.

Mas no dia a dia, na hora de conversar com seu mecânico, ou mesmo com o frentista do posto, é sempre bom ter alguma informação básica sobre defeitos e cuidar deles com boas anotações. Assim não seremos enganados ou no mínimo estaremos preparados para não deixar o carro quebrar.

 

Faça uma lista dos defeitos mais comuns. Anote a quilometragem ou a data de revisões feitas e que envolvem esses defeitos. Guarde as anotações em lugar de fácil manuseio, de preferencia dentro do carro que é o principal interesse.

Defeitos mais comuns

  • Correia dentada com muito uso. Estar informado sobre o tempo de uma correia dentada é essencial. O motor depende dela como nós do ar. Se ela arrebentar, o motor para de funcionar e tem que ser retificado, o que é muito caro. Se informe sobre seu carro. Na dúvida troque todas as correias e esticadores. Anote e guarde. No caso de um carro que está sendo comprado, peça notas fiscais das últimas manutenções.
  • Demora em trocar o óleo do motor. Se a correia tão essencial como o ar que respiramos, o óleo do motor é como nosso sangue. Se ele estiver com impurezas e ralo ou muito grosso, o motor vai sofrer e pode apresentar um defeito bem mais sério. Consulte e obedeça ao manual do seu carro. Crie uma rotina fazendo anotações ou usando os sinais de manutenção no painel que alguns modelos tem de fábrica.
  • Pneus carecas. Carecas e velhos, ou antigos. Pneus também tem prazo de validade, mesmo que estejam na prateleira, ou o carro rode muito pouco. Além da aparência, a validade pode comprometer o uso dos pneus que podem até desmanchar. Na revenda, leve um especialista, um borracheiro de confiança.
  • Velas do motor. Velas com muito uso podem fazer o carro falhar ou gastar muito combustível. Troque conforme a orientação do manual do seu carro. No caso de dúvidas simplesmente troque e passe a aplicar as instruções do fabricante.
  • Filtro de combustível. Um filtro antigo pode queimar a bomba de combustível do seu carro. O ideal é uma troca de seis em seis meses, mesmo que o carro não rode muito.
  • Bateria ruim. É um defeito que quase sempre pega o motorista distraído. Uma bateria também tem prazo de validade e com um tempo acima de 2 anos já existe risco. O carro pode parar e somente uma partida auxiliar vai ajudar. Mas antes de trocar é sempre bom medir o alternador do carro para evitar despesas desnecessárias.
Please follow and like us:
Os defeitos mais comuns em carros Manutenção em dia é essencial"> Share