Pode um tipo qualquer de combustível sair de fábrica com defeito? Sim, mas não seria a palavra “defeito” apropriada para a situação. Defeito é o que pode acontecer com o uso de um combustível e esse defeito afeta seu carro. Então, a palavra correta atribuída ao combustível ruim seria o adjetivo malfeito.

Mas isso é cada vez mais comum no mercado brasileiro. Podemos encontrar de tudo na composição do nosso combustível, seja álcool ou gasolina. Tudo, menos pureza ou aquela qualidade que atende bem o nosso carro.

Atender bem ao carro significa estar dentro dos padrões de mistura que a fábrica usa. Normalmente o fabricante automóveis programa a central do carro pesquisando a qualidade ou composição do combustível produzido no país. Assim, a central de injeção do seu carro pode regular a mistura adequada para o bom funcionamento do motor.

Combustível de carro e seus defeitos mais comuns

Então existe uma escala de mistura: pobre, normal e rica. Quando o combustível sai fora dessa escala já programada pela fábrica, a luz de injeção acende, mesmo que o carro pareça normal. E tem que sair muito da escala, permanecendo fora dela por um bom tempo. Mas quais são as consequências que afetam diretamente o motor do carro? O que fazer nesse tipo de situação. Veja abaixo uma lista de defeitos causados por combustível ruim e algumas soluções.

  • Aumento de consumo. Essa seria a primeira consequência. Um combustível fora dos parâmetros ou padrões aceitáveis vai, evidentemente, aumentar o consumo médio do carro, seja na cidade ou na estrada. Fique atento a uma mudança brusca de consumo.
  • Defeito por corrosão. Algumas peças por onde passa o combustível também não foram dimensionadas para a situação e podem estragar por corrosão, infiltração e pane súbita, como a bomba de combustível, por exemplo. Aliás, com o tipo de combustível do nosso país, a troca do filtro da bomba deve ser constante. 
  • Falso defeito. Esse é o que mais causa dor de cabeça em mecânicos e acerta em cheio o bolso do dono do carro. A luz da injeção acende e uma oficina é procurada. Um Scanner rastreia a injeção e acusa uma determinada peça que falhou. A troca é feita e a luz apaga. Mas dias depois ela acende de novo. Como existe uma linha de peças, outras vão ser trocadas e a luz continua acendendo. O custo disso pode ser alto se não houver uma conversa entre o dono do carro e o mecânico. Deve ser um acordo entre pessoas civilizadas, onde o pagamento da peça fica condicionada ao conserto definitivo do defeito, o que é um direito do consumidor.  Uma tentativa de solução seria deixar o combustível chegar na reserva do tanque, abastecer com uma gasolina especial (não é a aditivada) e rodar com o carro por cerca de 11 Km para a central se ajustar.

Mantenha a manutenção do seu carro em dia. Não procrastine. Também não se encante com preços baratos de combustíveis. Isso é uma ilusão que tem causado muitos danos em veículos. O mesmo vale para diesel.

Combustível de carro e seus defeitos mais comuns

Please follow and like us:
Combustível de carro e seus defeitos mais comuns Descubra como o combustível pode prejudicar seu carro"> Share