As fábricas de automóveis estão descobrindo um novo nicho de vendas: consumidores com PcD cada vez comprando mais veículos especialmente adaptados. É  de conhecimento geral que o mercado de veículos novos encolheu no Brasil. Algo normal em tempos de crise. Mas a venda de veículos especiais aumentou em mais de 60% em 2016.

Um grande incentivo para esse aumento de vendas é a isenção de impostos – que é um direito de pessoas com alguma patologia que as impeça de dirigir um carro comum. Seria um direito a mobilidade garantido por uma lei antiga de 1991. Por isso as montadoras estão investindo em versões exclusivas para esse consumidores até então excluídos do mercado por falta de modelos adequados.

A Lei também determina que esse tipo de veículo adaptado, ou especial, não pode ter um preço superior a 70 mil reais. Mas com as isenções de impostos citadas, esse preço pode cair em até 29%, o que seria um bom desconto. O investimento tecnológico feito pelas fábricas, junto com a fabricação em série, pode fazer esse preço cair ainda mais a médio prazo.

Dispara a venda de carros para pessoas com deficiência (PcD)

Regras para poder comprar um carro de PcD

Seriam regras para obter  a redução ou isenção de impostos no ato da compra. O motorista ou futuro proprietário – portador de alguma deficiência de mobilidade – tem que possuir CNH Especial, o que implica em passar por perícias em clínicas indicadas pelo órgão responsável (Detran). O interessante é que pessoas que ajudam, ou cuidam de outros com deficiências que não permitem conduzir um veículo, também podem conseguir a isenção de impostos para a compra. Isso é permitido desde 2014, embora seja bem mais burocrático. Mas não deixa de ser um direito de famílias com PcD.

 

Potencial econômico

Para as fábricas foi um alento em um momento de crise, uma válvula de escape para ajudar nas finanças.  Elas encontraram um mercado onde muitos portadores de deficiência de mobilidade fazem parte de classes mais abastadas, (cerca de 50% deles), o que significa um grande potencial de consumo. E existe a possibilidade de surgir no mercado concessionárias especializadas nesse tipo de público.

Polêmicas

Para muitos uma deficiência de mobilidade não aparente pode levar a pensar que não se aplica esse direito de isenção de impostos. Mas não é o que a lei diz. Esse tipo de PsD também é protegido pela lesgilação. Mas a falta de conhecimento cria ideias erradas do assunto. No caso de dúvidas, uma perícia médica especial pode confirmar ou não o direito a isenção de impostos.

Referencias:  Abridef

Please follow and like us: