O Ford 29 Speedster  uma joia do passado

Seu porta-malas é uma mala de fato, um baú de época. Seus bancos, que refletem uma total despreocupação por segurança, possuem a graça da época, a alegria verdadeira de dirigir, onde o vento atingia a todos e o para-brisa servia apenas para não atrapalhar a visibilidade do motorista. Seus faróis gigantes combinam inteiramente com o restante do carro, formando um conjunto agradável aos olhos, mesmo depois de  quase 90 anos. Um carro antigo, mas um prazer moderno desejado por muitos, mesmo que seja caro. Por isso o título deste post: O Ford 29 Speedster – Uma joia do passado.

O Ford 29 Speedster uma joia do passado

Porta-malas

 

Ele possui rodas raiadas com pneus finos, além de um sobressalente externo que é puro charme. O porta-malas, como dito, é um baú externo, mas o estribo do Ford é adaptável para servir como um bom suporte de malas extras. Alguns filmes antigos registraram esse acessório próprio para viagens mais longas. O painel é um luxo no acabamento. Seus instrumentos são básicos para os dias de hoje, mas um grande avanço para época. O sistema elétrico segue o mesmo caminho: boa luminosidade e chicote bem distribuído por não ter fusíveis de segurança. O sistema de carga tem um gerador muito bem protegido por uma capa de metal que o deixa bem diferente dos geradores mais conhecidos (como o do Fusca, por exemplo).

Mas um acessório surpreende nesse Ford 29 Speedster: uma bomba elétrica (de pulso) de combustível. Seu tanque é estético, também em harmonia com o carro, e tem capacidade para cerca de 80 litros. Para um bom mineiro que sou, chego fácil em Guarapari com um tanque desse cheio ( o modelo da foto já foi de BH a São Paulo algumas vezes). Outra surpresa: dois aceleradores, um no pé, como qualquer outro, e o segundo ao alcance das mãos. Por ali encontramos uma alavanca aceleradora, quase um piloto automático!

O Ford 29 Speedster uma joia do passado

Tanque de combustível

O volante é de madeira e reto. Ou seja: não tem forma “anatômica”, respeitando a velha dita que o volante deve ser igual à roda. Assim pensavam no passado. Temos couro em todo o forro interno, inclusive nos bancos, que mais parecem de cinema.

Embora um Ford 29 reflita classe e luxo, este Speedster é um esportivo, que alcança formidáveis 130 quilômetros por hora com seu motor carburado de quatro cilindros e caixa manual com três marchas e uma de ré. Ou seja: ele pode rodar tranquilamente nas atuais estradas brasileiras, se houver autorização para isso. E o modelo que experimentamos (das fotos) possui essa autorização! Na estrada temos um carro robusto, e que deve agradar em cheio quem gosta de adrenalina nas veias. Uma verdadeira joia do passado em pleno funcionamento!

 

O Ford 29 Speedster uma joia do passado

O Ford 29 Speedster uma joia do passado

 

O Ford 29 Speedster uma joia do passado

O Ford 29 Speedster uma joia do passado

 

 

Please follow and like us: