Cinco causas de acidentes com carros

Cinco causas de acidentes com carros

Existem vários motivos para um acidente de carro acontecer. Mas alguns estão relacionados a causas humanas, e, portanto, ao nosso alcance de evitar que aconteça. Neste post vamos lembrar algumas destas possibilidades.

Em nosso país morrem cerca de 150 pessoas por dia em acidentes de veículos. Convenhamos que é um número alto e até motivo de vergonha, visto que muito deles podem ser evitados com ações simples, como a educação de trânsito, por exemplo. Como não existe uma política educacional, resta ao aprendiz de condutor aproveitar o curto espaço de tempo que tem para aprender de fato a ser um bom motorista. Lembrando que esta educação deve prosseguir enquanto ele for motorista, com atualização de informações e até reciclagem particular.

Causas comuns

aviador-1386212_640

Entre as causas humanas existem algumas que são por mau hábito, como se fôssemos um robô mal programado. Não sinalizar quando mudamos de direção ou em caso de parada do veículo; dirigir com o pé “descansando” em cima do pedal e embreagem; se posicionar errado dentro do carro em relação aos comandos principais; dirigir segurando o volante com uma mão só, são exemplos de falta de educação de trânsito. Todos estes maus hábitos contribuem para uma direção precária e podem causar acidentes sérios.

Por isso começamos nossa lista de cinco causas de acidentes com:

  • Negligência

Seria dirigir com total descaso, quase sentindo prazer em ultrapassar por lugares errados, usando o veículo com irresponsabilidade. Também podemos incluir neste item o desleixo com a segurança do carro, como o estado do pneus, freios, etc.

Dirigir embriagado é crime e mata
Dirigir embriagado é crime e mata
  • Práticas arriscadas

Existem normas de segurança de trânsito, ou um código de leis, que devem ser obedecidas.  Dirigir em alta velocidade, muito além da permitida, é uma das principais causas de mortes em acidentes. Misturar direção e álcool é uma prática muito comum em terras “tupiniquins”, mas é proibida em quase todo mundo por ser uma combinação mortal. Até o começar a dirigir, ou colocar o carro em movimento, sem obedecer os procedimentos corretos, pode causar acidentes.

  • Imperícia

Muitos acham que ser aprovado em um exame para tirar carteira lhe dá um “status” de grande motorista, um perito no assunto. Sabemos muito bem que o trânsito do dia a dia, das estradas do Brasil, são bem diferentes do que os simples aprendizados de controlar embreagem, manobrar um carro, ou fazer uma baliza. Todo novo motorista é por natureza portador de imperícia para dirigir. Somente o tempo dará experiência em segurança. Mas mesmo motoristas maduros, com muito anos de carteira, são capazes de por a si próprio e outras pessoas em situações de riscos desnecessários. Isto seria a definição de imperícia no volante na sua essência: ir a limites sabendo estar errado.

  • Insegurança

Neste caso seria qualquer situação que tire a segurança ao conduzir um carro, ou que põe o condutor inocente em perigo. Seriam: má condições de conservação de ruas e estradas, falta de sinalização adequada (como obedecer a lei se ela não é cumprida nas vias?).

  • Clima

As condições climáticas também podem aumentar a insegurança no trânsito. Chuva, tempestades inesperadas, neblina, podem ofuscar, deixar pistas escorregadias, causando sérios acidentes. O bom motorista também deve estar preparado para situações assim pesquisando e se informando sobre o clima e condições como: estradas conhecidas por ter buracos e famosas por falta de manutenção.

Muitas vezes é impossível evitar um acidente. Alguns são até por falhas mecânicas inesperadas. Mas não tenham dúvidas que em quase todos os casos sempre tem dois lados envolvidos: o inocente, que nada pode fazer, e o culpado, que não deu atenção a alertas como os citados acima.

Devemos sempre atualizar nossa forma de dirigir com segurança
Devemos sempre atualizar nossa forma de dirigir com segurança

Please follow and like us:

This article has 2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *