Fim de semana no Mãos ao Auto. Carros blindados

O número de carros levados por assaltos cresce cada vez mais em nosso país. O mais perigoso é que todos eles são cometidos por ladrões armados. Evidentemente que quem carrega uma arma está disposto a usá-la, principalmente em situações como um assalto. Quase sempre levamos em nossos automóveis a família inteira. E quem ama age, teme a possível violência e procura soluções para se proteger e a sua família. Andar armado, como proteção, não é a melhor saída. Deixe isso com pessoas treinadas para defender vidas, como a polícia. Também alarmes e antifurtos são bons quando o carro está parado em uma garagem ou na rua. Mas tem aumentado no mercado os pedidos por carros especiais, capazes de proteger os passageiros de um carro como um casulo a prova de balas.

Fim de semana no Mãos ao Auto. Carros blindados

carros-blindados

A demanda por estes bólidos aumenta de acordo com o tamanho da violência. Exageros a parte, estes carros podem salvar a vida de seus ocupantes em caso de “ataques” de meliantes. Existem dois tipos de blindagens: uma mais barata e outra muito cara. Obviamente que o grau de proteção vai ser proporcional ao preço. Sim – caro leitor – muito dinheiro move montanhas e também blinda seu carro de acordo com sua conta de banco.

Também existem as chamadas "blindagens econômicas"
Também existem as chamadas “blindagens econômicas”   (Novidade)

A mais barata fica em torno de 50 mil reais. Existem carros no mercado que custam menos do que uma blindagem dessas.

Se avaliarmos o custo pelo material usado, desmontagem total do carro, tamanho, podemos entender porque é tão caro. Mas e a eficiência? Pensem no seguinte: o que seria um “nível de blindagem”? Seria o quanto a blindagem vai resistir? Sim. Algumas são dimensionadas, na teoria, para resistir a determinados calibres de armas.

assalto-de-carros

Oras! Como um motorista sendo assaltado vai saber o calibre da arma do bandido? Se você não for um expert em armas, então seu medo pela situação vai ser o mesmo de quem não blindou o carro. Mas, mesmo assim, muitos motoristas investem em blindagem, e, evidentemente, devem ser informados pelo fabricante do que fazer em caso de haver um tiroteio em seu carro. E cabe ao consumidor entender o quanto estará protegido dentro do seu carro. Isso envolve conhecer os tais níveis de segurança. Por exemplo: eles podem variar de resistir a impactos de armas de calibre 32 e 38 (muito usados em assaltos), até níveis que resistem 3 vezes mais, sendo no nível de proteção  mais vendido do mercado. Inclua nesse nível uma proteção até contra submetralhadoras.

O mais incrível é que as fábricas chegam a oferecer até dois anos de garantia, o que pode implicar em processos se houver falhas. Isso é um bom sinal: a confiança que eles tem em seu produto final.

Manutenção

Em caso de batida, ou de “uso” da blindagem, a manutenção chega a ser 30 por cento mais caro do que o reparo de um carro comum. É bom lembrar que quanto maior o carro a ser blindado, mais caro vai ficar. Além disso, o peso final do automóvel vai aumentar muito (apenas um vidro de alta proteção pode pesar 190 quilos!). Isso significa perda de potência e capacidade de carga e aumento considerável de consumo. Fica óbvio que o modelo de carro também tem que ser bem escolhido.

Mas se dinheiro não é problema, e você tem um forte desejo de segurança contra a maldade humana, vale a pena investir como bem evidente no vídeo acima.

 

 

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *