Para que serve um fusível

Não sou da geração que viu o fusível ser introduzido nos automóveis. Mas foi algo mais importante do que, por exemplo, o motor de partida que substituiu as manivelas. As manivelas de partida duraram até os anos 60 em carros como o Gordini e outros. Mas os fusíveis já equipavam estes modelos. Por que? Por segurança. Um fusível pode salvar o seu carro de um incêndio, ou, no mínimo, de um grande prejuízo financeiro. Eles foram inventados para evitar as consequências de um curto, ou interromper a corrente que entrou em curto por um motivo qualquer.

Para que serve um fusível

Foto: pit935.blogspot.com

 Os fusíveis começaram assim:

Para que serve um fusível

E hoje estão assim:

Para que serve um fusível

Para que serve um fusível

Pelo formato fica evidente que eles são como uma ponte, um interruptor de um determinado circuito. Os faroletes tem dois, os faróis podem ter quatro, a ventoinha do radiador tem um, e assim por diante. Todo circuito elétrico do seu carro deve ser protegido por um fusível, seja de fábrica ou instalado posteriormente por uma loja especializada (como um alarme ou som).

Quando queimam, não devem ser substituídos por outro de maior número. De fato, todo fusível queimado deve ter seu circuito avaliado por um eletricista. Ele pode queimar por excesso de uso? Sim, mas acontecia mais com fusíveis antigos, como os de vidro. Um dos poucos fusíveis modernos que estragam por uso é o da ventoinha do radiador. Mas eles não queimam, e sim esquentam muito, perdendo sua função protetora.

Não deixe de fazer uma revisão periódica do estado dos fusíveis do seu carro. O tempo de uso também é um inimigo deles. Seria o mesmo que não dar atenção a conservação dos pneus. Embora não seja levado em conta, e como dito acima, os fusíveis e sua correta manutenção estão diretamente envolvidos com a segurança do motorista e dos passageiros.

Please follow and like us: