Retirar o alternador de um Fox não é um serviço barato. Principalmente se ele for completo, com ar e direção. É um serviço demorado e que exige um profissional competente para fazê-lo. Por causa dessa dificuldade, muitos eletricistas sugerem a troca do alternador e não apenas consertar o defeito ou reformar a peça. Com certeza o risco de retorno com uma peça nova é muito menor, quase nulo. Trocar apenas um regulador de voltagem, ou um rolamento pode ser uma cilada, o barato ficando mais caro em um tempo curto porque até a mão de obra vai ser repetida e alguém irá pagar por isso.

alternador-do-Fox

Pelos mesmos motivos, um eletricista tem que ter certeza absoluta que o defeito é realmente dentro do alternador do Fox. E alguns modelos enganam. O tropeço acontece quando o profissional não faz o teste da luz de bateria, algo antigo e que cai bem nesse caso do Fox.

Foto: g1.globo.com

Foto: g1.globo.com

Mas é um erro perdoável, pois o multímetro vai dar uma medida baixa de alternador, parecida com a da foto acima. Se não houver um evidente fio solto, a conclusão óbvia será a de um defeito dentro do alternador.

Se ao ligar a chave do carro, a luz da bateria acender, e quando o motor “pegar’, a luz de bateria apagar,  e mesmo assim o multímetro acusar uma medida baixa, então algo está impedindo o caminho da corrente que sai do alternador e vai carregar a bateria. No meio do caminho tem uma pedra, ou algo menos poético: um fio partido.

Macete-alternador-fox

Fox. Macete para o alternador

Também pode ser uma simples porca bamba em um lugar pouco testado por eletricistas. Observe a foto acima e localize estes componentes no seu Fox. Eles estão coberto por tampas bem em cima da bateria.  Se a medida do alternador, com o motor ligado, der baixa, use uma chave apropriada, um cachimbo ou chave L, e aperte com cuidado as porcas acima. Aperte os dois lados e acompanhe a medida em um multímetro que deve ser igual ou perto da indicada na imagem abaixo.

Fox-problema-alternador2

De fato, estes fios passam por ali para serem protegidos por fusíveis que são a continuação deles de uma porca a outra. Entre elas existe uma ponte de metal apropriada para suportar carga e interrompê-la se houver excesso ou curto. O que percebemos é que, com a rotina do dia a dia, as porcas podem afrouxar, ou pode até acontecer um mau contato que diminui a carga do alternador, descarregando sua bateria em pouco tempo.  O exemplo também vale para veículos similares, ou modelos da Volks que tenham o motor igual ao do Fox. Vale a pena conferir antes de aceitar um reparo bem mais caro. Mas na dúvida em fazer o teste, leve o carro até um eletricista de confiança e peça para apertar as porcas e medir novamente  o alternador.

Please follow and like us: