Quando uma bateria descarrega, ou fica arriada, como dizem por aí, fazer uma chupeta é apenas paliativo, ou emergencial. Já falamos sobre isso em alguns posts do Mãos ao Auto. Muitos clientes questionam o fato de  sua bateria não suportar mais ser carregada, ou sugerem um defeito de fábrica com essa alegação. Carregar uma bateria é algo além de uma chupeta, como a da foto abaixo. Esperar que o carro carregue uma bateria é o mesmo que tentar encher sua caixa d’água vazia com um balde. Teoricamente seria uma questão de tempo para enchê-la. Mas, se o consumo de água não parar, é óbvio que o esforço vai ser em vão. O mesmo se dá com a bateria do seu carro. Carregar uma bateria é algo além de uma chupeta, como a da foto .

Como carregar uma bateria

BAT

A palavra “mágica” nesse caso é: descanso. Ou, ainda fazendo uma comparação, fechar todos os registros e torneiras de sua casa enquanto um mangueira fornece água constantemente até que a caixa transborde de água. Em outras palavras: uma bateria descarregada precisa de uma carga lenta e solitária. Somente assim ela irá ficar como saiu de fábrica, com carga plena, e em condições normais de uso.

Sair dirigindo seu carro, que precisou de uma chupeta na bateria, é algo arriscado. A chance dela descarregar novamente é grande, a emergência vai acontecer novamente.

carregador-de-baterias

Mas você vai precisar de muito mais do que um “balde” para encher sua bateria novamente de energia. O  tal descanso tem ser com um carregador de baterias como o da foto ao lado. Se o leitor pensou na famosa carga lenta de 24 horas, acertou em cheio. Somente ela vai deixar sua bateria nova em folha. Embora seja realmente necessário 24 horas de prazo, isso não significa que a bateria vai ficar um dia inteiro literal na carga constante. Isso vai depender da descarga que ela sofreu, da sua amperagem hora, e do carregador de baterias que vamos usar.

Quanto mais forte o carregador, melhor será o resultado final. E existem carregadores fortes que fornecem carga lenta. O “forte” significa constância de carga, até que a própria bateria peça menos carga a medida que vai enchendo. É nesse ponto que entra a importância da amperagem/hora, que é a medida de capacidade de uma bateria. Do mesmo jeito que uma caixa de água tem sua capacidade medida por litros, uma bateria tem sua duração medida por amperes/hora. Ou seja: ela suporta a retirada de 60 A de energia durante uma hora. Mas isso é uma medida extrema. Normalmente para uma bateria de 60A descarregar em uma hora muitos acessórios teriam que ficar ligados, com o motor desligado, por essa uma hora. Isso significa “todos os acessórios do carro”, ou mais.( o farol alto e baixo, ligados juntos, exigem cerca de 18 A da bateria, ou cerca de 3 horas para descarregar completamente uma bateria de 60A).

Fica óbvio que, para descarregar uma bateria sem defeitos, algo tem ficar ligado e esquecido, ou o carro ficar mais parado do que funcionando. Nesse caso vai levar dias para uma primeira descarga e parece que a chupeta resolveu a situação. Mas mesmo assim também é questão de tempo para acontecer de novo.

O cálculo do paragrafo anterior também serve para saber quanto tempo leva para uma bateria receber carga plena de um carregador. Jogando 18A na bateria de 60A, ela vai demorar cerca de 3,30 horas para carregar. Nesse caso seria uma carga rápida. Uma carga ideal e lenta é de cerca de 6A, o que precisaria de cerca de 10 horas de carga. (6×10= 60)

Carregador de lâmpada.

O carregador de lâmpada é um dos mais antigos que existe no mercado. A facilidade de construir um, ou o preço baixo de mercado, o fizeram bem popular. Mas ele é ineficiente. Em alguns casos, como o de uma bateria totalmente descarregada, ele não consegue entrar na bateria, sequer vai fazer “cócegas” nela. O ideal é um carregador de no mínimo 10A, para uso doméstico, ou levar a bateria até uma loja especializada onde um carregador profissional vai resolver o problema.

Como carregar uma bateria.

Em uma firma especializada, a sua bateria deve ficar 24 horas em “tratamento”. Serão 10 horas constante de carga, um descanso de mais 10 horas, um teste de descarga, e o complemento, se necessário, da carga. Tudo isso exigindo do carregador constantes 6A e 13,5 volts. Um serviço desse é eficiente, não estraga a bateria, e vai evitar surpresas desagradáveis que quase sempre acontecem em lugares e horários estranhos. O preço é irrisório se comparado com uma compra imprevista de uma bateria nova.

Quer trocar de carro? Dica imperdível para você economizar muito dinheiro e saber se não está sendo enganado: com milhares de cópias vendidas, o livro digital Como Trocar de Carro Sem Perder Dinheiro vai te ajudar a não cometer erros e fechar o melhor negócio possível. Detalhes aqui

Please follow and like us: