Gambiarras que você não deve fazer no seu carro

Gambiarra é sinônimo de adaptação, improvisação. É tudo que se “instala” em um carro que não saiu de fabrica ou está disponível como acessório opcional. Aliás, o brasileiro é mestre em fazer gambiarras para qualquer coisa ou necessidade imediata. Mas vamos falar dessas “adaptações” somente em carros e o grande perigo que está envolvido.

 Gambiarras que você não deve fazer no seu carro

A imagem acima é bem próxima da realidade, embora bem-humorada. Mas já descobrimos em nossa oficina gambiarras assustadoras, daquelas que põe o motoristas e passageiros em perigo de vida.

No auge dos Fusquinhas, eis que uma pérola apareceu em uma de nossas oficinas. O camarada chegou desesperado, com o seu Fusca soltando uma fumaça nítida de fio queimado. Depois de desligarmos a bateria e a fumaça se dissipar, o cliente, antigo diga-se, se acalmou e insistia em dizer que a fumaça surgiu do nada, depois de uma curva e uma piscada de farol para carro que vinha em sua direção.

Foi o suficiente para olharmos a caixa de fusível e descobrirmos a causa de tudo. Como o leitor bem sabe, os fusíveis foram inventados exatamente para interromper a corrente de um acessório em curto, como buzinas, setas, luzes de freio e faróis. E encontramos na caixa de fusível daquele fusca, no lugar do fusível de um dos faróis, um parafuso de rosca soberba.

 Gambiarras que você não deve fazer no seu carroIsso mesmo caro leitor! Um parafuso fusível! Ou melhor: um parafuso incendiário!

Ao perguntarmos o porque do uso anormal do parafuso, em vez de comprar uma caixa cheia de fusíveis seguros, o dono do fusca explicou que ficou sem farol e “adaptou” com o que tinha à mão, ou no cinzeiro do carro. Como não havia ainda um curto, mas o fusível sumiu sinistramente, (algo comum nos Fuscas por que eles são presos por hastes que os pressionam no lugar) o parafuso fez o seu papel de gambiarra, o farol acendendo e tudo caiu no esquecimento do feliz proprietário do fusca. Até que um curto aconteceu. Em vez de queimar o parafuso, os fios enfumaçaram e algo de mais sério poderia ter acontecido, como uma batida ou atropelamento.

Fusíveis, fios, lâmpadas, são acessórios dimensionados pela fábrica para o seu carro. Para isso foram feitos inúmeros testes de segurança e durabilidade. Cabos, sensores, volantes e rodas seguem o mesmo princípio. Peças paralelas são confiáveis? Sim, dependendo da fábrica e da aplicação. Existem muitas indústrias boas de peças não originais. Tudo é uma questão de pesquisa.

Jamais faça uma gambiarra em seu carro. E oportunidades não vão faltar para isso. Mas a gambiarra é o que chamamos de começo do desmanche de um carro, novo ou não. Não deixe para depois um conserto qualquer, por menor que seja, mesmo que seu porta-luvas que passou a não fechar, fechou com a ideia de usar um pedaço de papelão ou um clips. Um acessório desse, mal fechado, pode provocar sérias lesões no joelho de alguém em caso de acidente.

Se algo em seu carro se soltar, estragar, compre a peça original ou de confiança no mercado, mesmo que você pessoalmente vá tentar trocá-la. Nada de errado em querermos por as mãos ao nosso Auto… Se não conseguir consertar, não insista, aí sim procure um profissional para te ajudar. Muitas vezes uma simples troca de fusível é uma cortesia que sua oficina preferida oferece aos clientes.

Please follow and like us: