Alguns dos momentos mais felizes de uma família são as viagens de férias, muitas vezes feitas de carro, devido ao conforto e liberdade durante o passeio. Numa situação assim, a primeira preocupação que vem na mente do motorista é a segurança de seus familiares. Então, várias são as medidas que devemos tomar antes de nos aventuramos pelas estradas brasileiras.

Muitos confiam em oficinas e apenas pedem uma famosa “revisão de viagem”. Sabemos que a confiança é o maior trunfo que temos com o mecânico que cuida de nosso carro. Talvez seja um mecânico que conhece seu veículo há anos e até dá manutenção nos carros de amigos seus e outros familiares. Isso é ótimo! Um bom começo para uma boa viagem!

Mas por que não ajudá-lo? Existem situações que o motorista pode observar e assim fazer uma lista bem educada para o mecânico. Uma experiência que temos em nossa oficina é que o mecânico trabalha bem melhor sozinho, principalmente sem os olhos do dono no serviço, pois ele se sente vigiado, o dono parecendo não confiar em seu trabalho.

Checklist: revisão no carro antes de viajar

Cheque e anote todas as lâmpadas queimadas do carro (veja como fazer isso no post sobre revisão elétrica).

Verifique o nível de óleo (veja aqui quando o óleo do motor deve ser trocado).

Verifique o nível de água do radiador (veja a matéria sobre água do radiador do veículo).

Veja se alguma luz vermelha ou amarela do painel fica acesa com o motor ligado.

Tenha certeza de que seu carro carrega o estepe e as ferramentas para a troca do pneu, se necessário.

Comunique tudo ao mecânico. Ele saberá o que fazer.

Um bom mecânico também irá trocar as correias externas, verificar o estado das pastilhas e outras partes do sistema de freios, além de trocar cabos e velas (se forem mais antigos, é melhor efetuar a troca). Ele também vai verificar toda a suspensão do veículo.

Nunca viaje com uma bateria com mais de dois anos de fabricação, pois provavelmente você irá trocá-la durante a viagem. Consulte um revendedor de confiança. Todos eles têm uma tabela apontando o tempo de fabricação de uma bateria. E não se esqueça: troque as palhetas de seu limpador de para-brisa. São baratas e aumentam a segurança de uma viagem.

O estado dos pneus é de máxima importância em uma viagem, mesmo as mais curtas. Mas não basta apenas uma inspeção visual positiva, pois outros fatores interferem seriamente no estado dos pneus.

revisar no carro antes de viajar

Pense nisto: em uma viagem, seu carro pode rodar por horas seguidas, dependendo da pressa. Assim, seus pneus estarão rodando contra o atrito do asfalto por horas (e isso também vale para qualquer componente de segurança do veículo. Aí está a grande necessidade de uma séria revisão antes de uma viagem). Todo pneu tem um prazo de validade, mesmo que não esteja careca, mas com uma boa aparência. Esse prazo é de no máximo cinco anos de fabricação. Mas como saber quando o pneu do seu carro foi fabricado?

Na área de identificação do pneu, encontra-se um número de série composto de 11 dígitos em seguida à palavra “DOT. Os quatro últimos dígitos deste número indicam a data de fabricação do pneu (dois dígitos para a semana e dois para o ano). Ou seja: 1311 significa que foi produzido na 13ª semana de 2011. Se constar 3806 indica que foi feito na 38ª semana de 2006. Acrescente mais cinco anos que você saberá o prazo de validade. Faça o mesmo com o estepe.

Tenha certeza que não se esqueceu de nada e experimente o carro por alguns quilômetros antes de pegar a estrada. Sendo assim, tudo testado, boa viagem!

Quer trocar de carro? Dica imperdível para você economizar muito dinheiro e saber se não está sendo enganado: com milhares de cópias vendidas, o livro digital Como Trocar de Carro Sem Perder Dinheiro vai te ajudar a não cometer erros e fechar o melhor negócio possível. Detalhes aqui

Quer receber mais posts do Mãos ao Auto? 

Curta nossa página no Facebook

Please follow and like us: